Dia dos Pais, uma homenagem dos filhos ao seu Herói: Ferreira!

Hoje é um domingo especial, muitas famílias reunidas em torno de uma das figuras mais importantes da nossa vida: O Pai! Ele é referência de respeito, honestidade, amor, segurança, confiança… e nesse domingo trazemos a história de um pai presente, alegre, amoroso e como forma de agradecimento os filhos resolveram fazer essa homenagem surpresa para essa pessoa tão especial!!!

E para mim, é uma honra poder apresentar no meu espaço um pouco da história desse homem que, de alguma forma, também faz parte da minha história. Quando eu era bem pequena meus pais tinham comércio na Avenida Tupi, próximo ao Posto Amigão, e ali fizemos muitas amizades. No caminho de volta para nossa casa sempre passávamos em frente a Cerealista dos “Ghisleni”, família que foi amiga da minha família, e ali também conhecemos o nosso grande amigo Ferreira, que durante toda uma vida foi amigo do meu pai e da minha mãe. Carinho e respeito sempre foram as palavras que embalaram essa amizade que perdura até hoje quando vou no seu restaurante. Ferreira é aquela pessoa cativante, sempre feliz, sempre alto astral e com dom para cozinhar como poucos que conheci. Sucesso em festas e eventos e sempre quando sabemos que “o buffet” será do Ferreira é certeza de um banquete de primeira qualidade. Então conheçam um pouco da trajetória desse guerreiro iluminado…

Ferreira com sua mãe e seus irmãos.

 

“José Ferreira dos Santos nasceu em Rolândia, numa família simples do interior e é o filho mais velho de três irmãos. Aos oito anos perdeu seu pai e foi com a mãe e irmãos morar em Curitiba onde ficou no internato Casa do Pequeno Jornaleiro até os 15 anos. Passou a infância e adolescência vendendo jornais, saia de madrugada pela capital na área do Mercado Municipal, e vendia muito. Fez inúmeros amigos, pessoas que o ajudaram e cuidaram dele. No final de semana jogava pelada em um Campinho (onde hoje é a Rodoviária de Curitiba), e foi aí que surgiu seu grande amor pelo Coxa, time que arranca seus suspiros (e cabelos) em cada jogo.

Em meados de 1975, a convite de um amigo veio a Pato Branco e começou a trabalhar na Papelaria Globo na Avenida Tupi. Em frente ao seu trabalho todos os dias passava uma moça, que mais tarde tornou-se sua esposa, a Elisete Ghisleni e com ela teve três filhos Tatiane, Felipe e Mateus. Junto com a família Ghisleni começou a trabalhar com compra e venda de cereais, morou por um tempo no Candói e ao voltar para Pato Branco montou sua cerealista. Teve problemas financeiros e precisou recomeçar.

Como sempre teve afinidade com a cozinha e como já havia feito um curso de Culinária Internacional no SENAC junto com outros empresários da cidade, encontrou uma ideia: fazer marmitas em sua própria casa como novo trabalho. Ele, a esposa, a filha e a sogra serviram a primeira marmita e não demorou muito para ter uma clientela cativa batendo em sua porta.

Com a família: esposa, filhos, nora e genro.

Alguns amigos (que estão até hoje guardados em seu coração) ajudaram a montar uma cozinha maior que atendesse a demanda das marmitas no porão de sua casa. Durante esse tempo muitas mudanças aconteceram, passando de marmita para restaurante, fazendo festa e eventos, buffet por quilo e sempre com muitos funcionários que, junto conosco, somaram forças sempre priorizando a qualidade no alimento servido.

Hoje, em tempos de pandemia continuam os trabalhos do Ferreira, Elisete sua esposa, e Tati sua filha. Na metamorfose que mais uma vez passa o Ferreira Gastronomia, agora trabalhando com delivery, encomendas, congelados e sua sempre famosa feijoada. Muitos clientes são cativos e continuam conosco até hoje, desde aquelas primeiras tímidas mesas, até os momentos de maior movimento. Foram criados laços de amizade e carinho com o Ferreira sempre servindo um a um, sabendo do prato especial ao ponto que o cliente gosta da carne, agradando muitas gerações. Chegar em seu estabelecimento sempre foi como receber pessoas em sua casa, com muita alegria e satisfação!

Através dos filhos vieram o genro, a nora e a maior alegria do vovô Ferreira, Emanuel e Gabriel, seus netinhos que tornaram a vida do Ferreira esposo, pai, sogro, avô ainda mais feliz! Afinal é isso que o Ferreira mais ama, estar com a família reunida, em seus churrascos de domingo, tirando seu cochilinho à tarde e curtindo seu Coxa.

A paixão pelo Coxa.

Olhando para trás e resgatando esta história de mais de 22 anos vemos o sucesso que nosso pai conseguiu e nos enchemos de orgulho. De uma dificuldade ele formou uma marca, teve ao seu lado sua esposa durante todas as tempestades e esta foi a peça principal no cuidado para que o Ferreira Gastronomia sempre fosse sinal de sabor, amor e qualidade!

Otimismo, alegria e perseverança fazem parte deste pai Ferreira, e muito mais que isso, FAMÍLIA, pois sua maior alegria é ter todos sempre bem pertinho dele!”

Feliz dia!

Tati, Fê e Teus

 

2 respostas para “Dia dos Pais, uma homenagem dos filhos ao seu Herói: Ferreira!”

  1. Tenho um orgulho incrível dessa família e claro do Seu ferreira homem que me ensinou muito durante meus 5 anos que estive residindo nessa cidade Maravilhosa de Pato Branco e tive a grande oportunidade de trabalhar ao lado desse maestro da culinária que de um jeito simples faz todos se encantarem pela arte. Obrigado por tudo vcs fazem parte da minha história e com certeza de muita pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.