João Braun e a obra Travessia Brasil Haiti.

Hoje eu tenho o prazer de anunciar uma nova coluna no meu site. Um lugar especial para falar sobre Cultura. Para mostrar a cultura do nosso povo e dos nossos artistas. E para começar escolhi mostrar o trabalho incrível do João Pedro Braun. Ele que passou vários dias no Haiti e registrou através de fotos e documentário a vida do povo desse país que hoje é um país irmão do Brasil já que recebemos tantos imigrantes de lá, inclusive aqui em Pato Branco. Essas fotos foram transformadas em um livro lindo que pode ser adquirido diretamente com o autor. Espero que gostem!

“João Braun, 28 anos, Publicitário por formação (Universidade Positivo), deu seus primeiros passos como fotógrafo e documentarista ainda quando cursava Comunicação Social em Curitiba-PR, com o ensaio: O tempo é o melhor artista em A Sombra da Riqueza do Brasil, do ano de 2011 . Em seus trabalhos adota a imersão social como prioridade e o contato com as raízes de seus temas fundamentais para que possa extrair as informações necessárias e expressá-las em suas fotos.

Braun, enxergou uma oportunidade de registrar o período histórico da imigração haitiana no Brasil com o resgate das primeiras colonizações que formaram o município de Pato Branco-PR (interior do Brasil) em sua cidade natal, culminando com a nova imigração: haitiana. Desde o século passado com a vinda dos imigrantes europeus não houve registros sobre uma nova movimentação imigratória. A imigração haitiana destacou-se aos olhos do autor do documentário Travessia Brasil Haiti, quando chegou ao município de Pato Branco-PR no ano de 2014.

O fato é que pouco se sabia sobre os imigrantes e sobre o Haiti, exceto pelas catástrofes que ocorreram no país.

O trabalho apresenta a cultura haitiana sobre um aspecto diferente do que já havia sido apresentado antes. João documentou no Brasil a relação entre os imigrantes e os brasileiros dentro do âmbito do trabalho, adaptação linguística, sociocultural e climática. Desde o início percebeu que não seria possível registrar a história se não passasse pela experiência de ser um imigrante e sentir as dificuldades de quem decide mudar-se.

Em sua trajetória documentando a realidade dos imigrantes em sua cidade natal (Pato Branco) encontrou um haitiano natural de Ganthier, cidade localizada a 30 km de Porto Príncipe, capital do Haiti. Disposto a trabalhar em seu projeto por uma período de 24 dias no Haiti junto a ele com a condição de não se estabelecerem em um hotel para que as realidades se aproximassem já que a maior parte dos imigrantes quando chega divide a casa com amigos.

Não seria possível contar esta história sem estar próximo ou em contato com o povo , sem conhecer a relação familiar ; foi preciso andar pelas ruas, conversar com as pessoas e sentir a geografia de onde estava , caso contrário, seria superficial.

No ano de 2014, aprovou o projeto Travessia Cultural Brasil Haiti através da Lei de incentivo à cultura do Brasil- Lei Rouanet pelo Ministério da Cultura do qual deu origem ao documentário de aproximadamente 70 minutos dirigido por Daniel Pereira e também seu primeiro livro fotográfico documental que leva o mesmo título de seu filme.

O livro Travessia Brasil Haiti é um documentário fotográfico que apresenta um caminho entre culturas e experiências vividas espelhando a realidade através da ótica do fotógrafo João Braun.

A obra leva ao leitor à reflexão sobre o passado e o presente vividos por realidades distintas, instiga a curiosidade e desperta o interesse pela cultura, abre caminhos para a reflexão e cria bases para formação de um conceito que faz parte da história de nosso país que hoje é composta por imigrantes oriundos da América Central.

Para contar uma história é preciso vivê-la em sua profundidade . Criticar sem sentir é o mesmo que ouvir sem entender.

Desde sua formação acadêmica até os dias de hoje, atua como: Produtor cultural, Produtor, Produtor executivo e fotógrafo com ênfase em temas etnográficos.

O livro fotográfico documental foi lançado no dia 14 de setembro de 2018 na Fadep (Faculdade de Pato Branco) juntamente com a exposição fotográfica sobre o mesmo tema e é possível adquirir um exemplar com o autor João Pedro Braun por meio das redes sociais Facebook e Instagram. O valor do livro é de R$60,00 reais.”

Facebook: https://www.facebook.com/joaopedro.braun

Instagram: http://www.instagram.com/joaopedrobraun

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.