Massoterapia: Bem-estar físico e mental.

O que é massagem e massoterapia? Quais as diferenças? Primeiramente, massoterapeuta é um termo bem mais moderno, usado para se referir a uma pessoa que trabalha com vários tipos de massagem. Há centenas de técnicas de massagem e tratamentos parecidos. Alguns mais místicos, outros mais científicos.

A massoterapia é um termo que engloba diversas técnicas terapêuticas, cujo objetivo é melhorar a saúde e prevenir alguns desequilíbrios corporais. Por meio do ato de tocar tecidos do corpo, incluindo: músculos, tendões, ligamentos e articulações; realizando movimentos fortes ou sutis, é possível trabalhar os aspectos físicos e mentais de cada um. A prática, baseada em técnicas de massagens relaxantes, estéticas ou terapêuticas inspiradas no oriente e no ocidente, é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Massagem e sua história

A massagem é muito antiga e os registros mais remotos datam de há mais de 5000 anos. Nas culturas antigas da Grécia e de Roma, o massagista normalmente era médico com um status elevado na sociedade. O próprio pai da medicina, Hipócrates (460AD – 370AD), disse que um bom médico deve saber amassar, mas se formos verificar a massagem é muito mais antiga do que isso. Basta lembrar que todo mundo costuma fazer círculos na barriga quando esta dói, apertos em pés que andaram muito ou pressão nas têmporas quando tem dor de cabeça. Provavelmente, a massagem é uma das formas mais antigas para tratar os músculos e o esqueleto.

A massagem também é tão eficaz que pode aliviar ou curar vários tipos de doenças ou dores, além de aliviar o estresse liberando hormônios de relaxamento. Imagine então a importância da massagem nas velhas culturas quando não havia os remédios e tratamentos que temos hoje em dia. Imagine-se que o acesso a remédios naquelas épocas era restrito a ervas, plantas, manipulações do esqueleto e massagem.

Historicamente há também duas linhas mais distintas de massagem: a ocidental e a oriental. A ocidental segue mais ou menos as regras da medicina ou da ciência ocidental, isto é, tratamentos comprovados cientificamente. Quem trabalha com massagem ocidental quase sempre teve estudos de anatomia e fisiologia para poder entender um laudo médico ou tratar músculos específicos. Entre as massagens ocidentais você encontra a massagem sueca ou clássica, drenagem linfática, quiropraxia, massagem desportiva, massagem para gestantes e terapia de trigger points. A massagem oriental visa mais o equilíbrio energético, equilibrando os chacras ou os meridianos do corpo humano. Entre essas massagens você encontrará ayurvédica, shiatsu, Do-In, reflexologia e massagem tailandesa.

Mesmo havendo essas duas linhas de massagens no mundo, ambas são muito parecidas no sentido de relaxar o sistema nervoso, promover liberação de hormônios anti-estresse como ocitocina e endorfina e estimular a circulação de sangue e de linfa. Imagino que as técnicas de massagem tenham sido desenvolvidas empiricamente (pela experiência) durante milhares de anos e o mundo todo chegou mais ou menos às mesmas conclusões ao aprimorar as manobras similares para tais objetivos, embora tinham uma visão diferente na filosofia por trás dos sistemas das massagens. Assim, o ocidente e o oriente fazem em geral o mesmo tipo de massagem, mas com ideias fundamentais diferentes. O ocidente vendo a anatomia e fisiologia humana como o principal objeto de estudo e o oriente visando mais as energias vitais.

Idolene Pizone atua e é formada no Curso de Massoteparia pelo Instituto Federal do Paraná – IFPR desde 2011, capacitada em massagens relaxantes, terapêuticas, modeladora, reflexologia, drenagem linfática pré e pós-operatória e pedras quentes.

Rua Genuíno Piacentini, 57

Bairro Pinheirinho – Pato Branco – PR.

Contato: (46) 99973-4407 – Whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.