Um Roteiro de Inverno pelo Sul do Brasil!

Domingo, final de Copa do Mundo, França Bicampeã, agora é hora de relaxar e conhecer algumas dicas de viagens para lugares lindos do Sul do Brasil. Quem traz as informações dos melhores roteiros é a nossa parceira Mariah Silva, que já conheceu mais de 50 países em uma viagem de 6 anos. Acompanhe!

Temperaturas caindo aqui no Sul e mesmo em dias de frio, essa região é um convite para estar do lado de fora entre vinhedos, serras e montanhas. Então aqui vai uma seleção de 8 lugares para você se inspirar e pegar a estrada agora mesmo.

Começando pelo Paraná a charmosa Morretes oferece aos seus visitantes ruas tranquilas, arquitetura colonial e adoráveis passeios às margens do rio Nhundiaquara.

Programe-se para chegar próximo ao horário do almoço e, após uma volta sem roteiro definido pelo centro histórico, prove o regional ‘barreado’, prato de origem cabocla em que a carne é cozida em panela de barro vedada com farinha de mandioca por mais de 12 horas.

Para completar o passeio a dica fica para a estrada da graciosa. Com quase 30 km de extensão, a PR-410 começou a ser construída em 1854 como caminho colonial e, atualmente, cruza uma das áreas de Mata Atlântica em melhor estado de preservação em todo o Brasil.

Suas curvas sinuosas ainda abrigam alguns trechos de paralelepípedos, por isso tire o pé do acelerador e aproveite para visitar um dos sete mirantes com vista panorâmica da Serra do Mar, onde se localizam também os quiosques que vendem a famosa coxinha de aipim.

Chegando em Santa Catarina mais uma vez a estrada é a protagonista do roteiro. A Serra do Rio do Rastro é repleta de vistas incríveis.

Comece a impressionante descida de 73 km a partir de Urubici pelas SC-430 e SC-438. Antes de se lançar nas curvas da SC-438, faça uma parada no Mirante da Serra para observar do alto a estrada que risca aquelas montanhas em direção ao nível do mar.

Em Urubici, a cidade que você inicia a descida da serra do Rio do Castro, é repleta de vales profundos, montanhas recortadas por estradas estreitas e um dos climas mais frios do Brasil que recebem os viajantes em uma das paradas mais impactantes de todo o Sul.

Localizada a 165 km de Florianópolis, na Serra Catarinense, a região ficou conhecida pelos 17,8° negativos registrados, em 1996.

O destino abriga atrações como o Morro da Igreja, no Parque Nacional de São Joaquim, onde se encontra a Pedra Furada, uma rocha com uma fenda central de 30 metros de diâmetro; e a Serra do Corvo Branco, uma sequência de montanhas que fazem divisa com o município de Grão-Pará, a 1.150 metros de altitude, e abriga a maior fenda em uma rocha arenítica de todo o Brasil.

Ainda em Santa Catarina uma dica valiosa fica para o Vale Europeu.

Esse roteiro de 49 municípios catarinenses, como Blumenau, Pomerode e Nova Trento, é uma homenagem às culturas europeias que desembarcaram na região, como a italiana e alemã.

Ecoturismo, santuários religiosos e festas típicas são os destaques. Em julho, a região recebe mais uma edição das travessias de 8 dias, feitas com bicicleta pela Rota Enxaimel, vinícolas, cachoeiras e grutas

A Reserva Ecológica do Taim no Rio Grande do Sul é a casa de belas paisagens para quem cruza a região rumo ao extremo sul.

Esta área preservada de 34 hectares, entre a Lagoa Mirim e o Atlântico, no extremo sul do Brasil, é habitat de aves migratórias, jacaré-de-papo-amarelo, cisne-de-pescoço-preto e capivaras. Fechado para visita pública com fins turísticos, o local serve de bela paisagem para quem cruza a região rumo ao extremo sul.

Outra opção é São Francisco de Paula. Com pouco mais de 20 mil habitantes, São Chico abriga o Parque das 8 cachoeiras, uma área verde de 130 hectares com trilhas bem sinalizadas e diferentes níveis de dificuldade.

Como não poderia ser diferente em terras gaúchas, o destino se apega às tradições e mostra seu passado em endereços como a arborizada avenida Júlio de Castilhos, onde se localiza o Monumento do Negrinho do Pastoreio, uma homenagem aos tropeiros que povoaram São Francisco de Paula; e o Monumento à Cuia, de onde é possível retirar água a 80° para preparar chimarrão.

Rota da  cerveja

Entre chocolates, panelinhas fumegantes de fondue e vinhos produzidos em terras vizinhas, a Serra Gaúcha vem ganhando destaque em um setor impensável, há 15 anos: a cerveja artesanal.

Destinos como Gramado, Canela e Nova Petrópolis contam com esse roteiro temático, em que os visitantes conhecem e provam cervejas artesanais fabricadas na região.

Cervejas dos tipos Weiss, Pale Ale e Dunkel podem ser provadas em endereços como a Edelbrau (Nova Petrópolis), Rasen (Gramado) e a Cervejaria do Farol (Canela).

Texto e Fotos por Mariah Silva

Escritora de Viagem

+  de 50 países conhecidos

Instagram: http://www.instagram.com/everydaysomewhere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.