Da Série: Maquiadoras/Empreendedoras/Mães!!

Eu queria muito contar uma história especial nesse dia das Mães, conheço muitas histórias lindas de várias mamães, mas queria uma que fosse um pouco diferente e que me tocasse. E por falar em mãe, muitas vezes eu acho que minha mãe me inspira lá do céu, porque quando ela morava aqui na Terra ela sempre me ajudava muito com suas ideias incríveis e hoje parece que recebo essas informações dela nos meus pensamentos, e foi com esse “insight” que pensei nessa mulher:

Primeiro havia convidado a Cláudia para compartilhar a sua história aqui no site focando mais no lado profissional porque ela é uma excelente maquiadora e agora empresária representante da Contém 1g, mas aí lembrei que a Cláudia tem uma história de mamãe um pouco diferente e você vai descobrir mais abaixo…

Claudia Rejane Lange Caldart nasceu em Pato Branco no dia 24 de novembro de 1975, filha de Claudino Lange e Luci Bebber Lange e irmã da Tatiane. É casada com Marcos Aurélio Caldart e mãe de Ana Júlia e Vitor Caldart. Tem dois sobrinhos que ela ama: Arthur e Davi. Ela me contou que na sua infância sempre foi muito ativa e que brincava muito: subia em árvores, fazia casinha de bonecas no quintal de casa com as amigas… “São lembranças de uma época linda e feliz.”

Sempre quando faço minhas entrevistas gosto de saber como que a pessoa se descobriu naquela profissão, que caminhos a levaram a chegar nessa carreira de sucesso e a Cláudia me contou:

“Sempre tive dificuldade em certas matérias na escola, ao contrário de minha irmã que sempre foi bem em tudo. Estudar nunca foi o meu forte, já para artes… Sempre amei!!!! Tudo o que se relacionar com arte eu encaro! E é aí que vem a profissão de maquiadora, maquiar pra mim é uma arte!

Fiz a faculdade de Administração com Habilitação em Comercio Exterior, mas somente porque queria ter um curso superior.  Na época não existiam aqui na região cursos que eu pudesse fazer na área de estética.  Ganhei de uma amiga meu primeiro curso de maquiagem que foi com a querida Tania Cantu quando eu tinha 17 anos e ela era instrutora no Senac. Anos mais tarde eu passei de aluna a instrutora dessa mesma instituição.

Comecei maquiando amigas, tias, conhecidas e logo a clientela aumentou.  Passei a maquiar em salões daqui da cidade durante muitos anos, até que resolvi montar meu estúdio. Gosto de estar sozinha com a cliente, num ambiente calmo, com uma música de fundo e fazer do momento da maquiagem um momento de relax para a cliente, pois estão sempre na correria e quando deitam na cadeira é o momento de descansar, e percebo que quando relaxam tudo flui e até a make fica mais linda ainda.”

Com a atriz Alessandra Maestrini.

Perguntei para a Cláudia sobre os principais desafios da sua profissão: “Jamais esquecerei do dia em maquiei 35 pessoas em um salão, tinham duas noivas com suas madrinhas e também uma festa de 15 anos com a aniversariante e família. Coloquei os cílios na parte da manhã, peguei uma auxiliar que preparava as peles e passava batom e blush, eu só fazia olho, era cronometrado: 10 minutos por pessoa. Depois deste dia, falei que nunca mais, pois impossível dar qualidade ao serviço prestado, meu nome estava em jogo, e coloquei na minha cabeça o projeto estúdio. Pra você ter um ideia hoje normalmente eu levo 1 hora numa maquiagem.

Além do trabalho como maquiadora atualmente estou representando a marca Contém1g, e cada dia mais apaixonada pelos produtos. Tenho o objetivo de continuar a desenvolver, divulgar e fazer crescer ainda mais esta marca em várias regiões, montando equipes e treinando-as, dando meus cursos de maquiagens.”

Mas além de contar a história do lado profissional eu gostaria de contar para vocês a história da maternidade da Cláudia. Ela sempre sonhou em ser mãe e logo após casar ela tentou durante 7 anos engravidar, mas devido a um problema de saúde isso não foi possível. Porém, durante todo esse processo do tratamento para engravidar ela intuitivamente resolveu entrar na fila de adoção. E no mesmo ano em que ela soube que não poderia engravidar chegou na sua vida a Ana Julia: “a minha princesa maravilhosa”, diz ela.

“A Ana Julia sempre foi uma criança muito iluminada, muito de Deus. E eu sempre comentava com do Dr Allan (Archetti) que ela era muito parecida comigo. E a Ana Julia sempre me contava que conversava muito com Jesus, com Maria, somos católicos… Quando ela tinha entre 8 ou 9 anos, como ela sempre falava muito sozinha como se tivesse um amigo imaginário, um dia ela chegou e me disse: Mãe no dia 18 de dezembro eu vou ganhar um irmãozinho, foi Jesus que disse pra mim.

Ana Julia, sempre emotiva.

No momento eu achei graça, mas acabei comentando com os amigos mais próximos: Ana Julia e suas previsões, mas não dei muita bola porque ela sempre falava muito sobre isso. Passou um tempo, em torno de uns dois meses, e no dia 12 de dezembro me ligaram do fórum de uma cidade do Estado. Eu estava novamente na fila de adoção, mas já não pensava mais em adotar outra criança porque me sentia realizada como mãe com a Ana, porém não havia tirado meu nome da lista de espera.

A mulher se identificou como a psicóloga do fórum e falou que eles eram o casal da vez na fila de espera e contou que tinha um menino de 2 anos e meio esperando para ser adotado. Aí eu hesitei um pouco e falei que meu marido estava em viagem que precisava esperar ele chegar, porém a pessoa me falou que não poderia esperar muito, pois o fórum entraria em recesso e fecharia no dia 18 de dezembro. Quando ela falou essa data me veio na cabeça a fala da Ana Julia, liguei para o meu marido na estrada mesmo e no dia seguinte nós já fomos para a cidade e conhecemos o Vitor.

O primeiro dia que conheceram o Vitor.

O processo de adoção do Vitor foi um pouco diferente do da Ana, pois a Ana eu adotei com dois dias de vida. Para poder trazer o Vitor definitivamente para casa precisamos ficar indo e vindo até a sua cidade em 5 visitas, pois ele vivia na Casa Abrigo desde recém-nascido e nós precisávamos saber se ambas as partes se adaptariam. Foi um processo bem burocrático. Trouxe ele para casa já com 2 anos e 8 meses. Em junho ele já completa 8 anos!!

Primeiro ano do Vitor junto com a família.

A Ana Julia em outubro vai fazer 14 anos e como falei anteriormente sempre comentei com o Dr Allan o quanto ela era parecida comigo, em tudo… E o Dr Allan me falou essas palavras inesquecíveis: “Cláudia, ela é sua só que ela teve que percorrer uma caminho diferente e bem mais difícil para chegar até você, mas ela era destinada a ser sua filha”. E o Vitor é uma criança bem peralta e ativa, mas é cativante e lembra muito o meu pai na aparência física, além de ser um grude com avô.

Meu sonho: Sonho com um mundo melhor, com menos injustiças, mais paz, amor e Deus no coração. Meus melhores momentos são com a família assistindo filme no sofá… Melhor coisa do mundo!!!!!!!

Ana Julia, em recente participação na Igreja como Nossa Senhora da Penha.

Rua Ibiporã, 917
Contato: 46 99123-2411

 

 

6 respostas para “Da Série: Maquiadoras/Empreendedoras/Mães!!”

  1. Pingback: - Lu Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.