Da série: Terapeutas/Lindas Mulheres/Cheias de Luz!

Hoje eu vou contar uma história muito linda, aliás, a história será contada pela própria estrela: ela por ela mesma! Conheci a Nadine há pouco mais de 1 ano e posso dizer que a Luz que ela emana é muito forte, mas é suave ao mesmo tempo. Ela me ajudou no processo de entendimento da doença da minha e também ajudou minha mãe nessa caminhada dolorosa. Nadine é uma terapeuta nata, mas durante um período da sua vida tinha um trabalho “normal” como muitas pessoas até descobrir seu verdadeiro Dom! Talvez hoje, você se sinta inspirado com essa história… inspirado a buscar o seu verdadeiro objetivo aqui na Terra e tomar coragem para promover a mudança de 180º na sua vida como a Nadine fez!

“Olá!

            Sou Nadine Miotto Formighieri, tenho 35 anos. Nasci e moro em Pato Branco. Meus pais chamam-se Dilseu e Nerita. Tenho um irmão, também com nome não muito habitual, chamado Sanjay. Meus pais escolheram meu nome ao ver uma reportagem sobre a Família Rothschild, que falava sobre o trabalho da “Nadine”. Com a intenção de que eu viesse a me tornar uma mulher forte (nasci com 7 meses de gestação), me colocaram este nome. Descobri mais tarde que também significa “fonte de luz e esperança” (talvez isso hoje faça mais sentido para mim). Não me casei, não sou mamãe, mas partilho meu afeto com 2 gatinhas: a Pérola e a Cristal.

            Tive uma infância simples, mas com muitos amigos e atividades. Estudei no Colégio La Salle (o que me rende boas memórias até hoje!). Quando das brincadeiras, gostava daquelas que me permitissem ser a mamãe ou a professora. Não era dada às práticas de atividades físicas, era muito gordinha, sempre chegava por último nas apostas de corridas, ou então, só conseguia subir no primeiro galho da árvore (tinha medo que os demais fossem quebrar). Já na adolescência participei de Rotaract, no qual sempre era convidada a representar o posto de tesoureira.

Com seus pais e seu irmão.

            Acabei por cursar Ciências Econômicas na Unioeste (me formei em 2005), e os movimentos profissionais passaram a acontecer na área de finanças. Iniciei como caixa, auxiliar, analista e gestora – tanto em departamento financeiro quanto administrativo. Experiências profissionais não faltaram! Trabalhei em empresas de ramo industrial, alimentício, agrícola, financeiro, imobiliário, construção civil. Concomitante a isso, fiz especializações na área, como a de Métodos de Melhorias da Produtividade (UTFPR) e Gestão Empresarial (FAE/FADEP). Foram 14 anos atuando nesta área.

            Em meio a isso, em 2008, uma grande inquietação acontecia dentro de mim. Sentia que precisava de algo mais, como se algo dentro de mim pedisse para “ser livre”! Neste ano fiz minha primeira viagem de mochila, sozinha, poucas informações. Viajei por 4 países durante um mês, dormi em quartos comunitários em albergues, e gratidão às amigas que me ajudaram: Iza e Jana! Lembro que antes de embarcar minha mãe me levou até ao Frei Policarpo para receber uma benção – creio que ela tivesse medo que eu não voltasse… Neste mesmo ano, todas as inquietações e movimentos profissionais me deixaram doente e fui diagnosticada com fibromialgia. Sentia que somente os remédios da medicina que eu conhecia não estavam dando conta sozinhos. Sendo assim, busquei terapias alternativas.

Durante sua viagem conhecendo a Bélgica.

            Aí vem uma grande e primeira transformação. Não me contentava em ser apenas cliente, queria estudar e entender tudo aquilo que estava acontecendo e, que dava certo! Em 2008 fiz meu primeiro curso de reiki (foi quando fiz a escolha por não comer mais carne). Dei continuidade aos cursos, finalizando os 3 níves de reiki, mas sempre pensando em um aprendizado pessoal. Quando percebi, amigos passaram a pedir que eu os atendesse. Eu não tinha maca, nem estrutura, não cobrava, e os atendia na cama do quarto de visitas da minha casa após o horário do trabalho.

            A ânsia por estes conhecimentos tomaram conta de mim, dado que relevantes e positivas mudanças começaram a acontecer em minha família e no ambiente em que convivia. E isso era incrível! Estruturei um espaço com maca e passei a atender reiki, de forma profissional. Estudei numerologia, fiz a Formação Holística de Base (UNIPAZ), a formação em Cura Reconectiva e Reconexão, a formação em Psicologia Transpessoal (UNIPAZ), leitura de registros akashicos …

No seu ambiente de trabalho.

            E tudo passou a ficar tão grande, chegando a um momento em que não conseguia mais conciliar o trabalho na empresa e o atendimento terapêutico. Não havia mais coerência em tudo aquilo. Foi quando aconteceu a segunda e importante mudança na minha vida!

            Em 2015, aos 33 anos, em um momento de um medo coletivo com relação à “crise financeira” no país, fiz a ESCOLHA por ser Terapeuta. Contra tudo e contra todos. Foi assim que me senti naquele momento: Sozinha! Lembro que meu pai só disse: “filha, se não der certo, aqui você tem teto e comida”. Mas meu coração implorava por este movimento e, eu “ouvi”!

            Quando da escolha, reencontrei um grande amigo, colega e hoje meu professor, Rodrigo Bordin, conhecendo a Recalibração Interdimensional. Uma nova ferramenta que me abriu à novas informações de quem sou.

            Hoje sou Terapeuta, Facilitadora da Recalibração Interdimensional e das Ativações para o Novo Humano.

Com seus professores.

            O que deixo de aprendizado neste breve relato é o SENTIR! É o reconhecer e aceitar (sem resistência, com confiança e entrega) os movimentos que o Universo nos traz, baseados nas escolhas que fazemos com o coração. A matemática do universo é perfeita, e quanto mais estivermos alinhados ao nosso propósito existencial e evolutivo, vibramos a melhor dentro das infinitas possibilidades de cada escolha.

            Basta fazer a ESCOLHA, o movimento, que tudo passa a se estruturar. Sempre é tempo de mudar, e o tempo é agora!

            Gratidão!

Terapeuta, Facilitadora da Recalibração Interdimensional e das Ativações para o Novo Humano.

17 respostas para “Da série: Terapeutas/Lindas Mulheres/Cheias de Luz!”

  1. Nadine, amiga de infância e hoje minha terapeuta. Só tenho uma coisa a dizer: GRATIDÃO! Gratidão por vc ter escolhido oq vc nasceu pra fazer e por meio disso, ajudar tantas outras pessoas ( inclusive ru) a acharem seu propósito, sua missão.
    Vc é fantasticaaa!!!!
    Lu…. parabéns pelo site…show de bola!! ❤❤❤

  2. Prima linda…em alguns momentos estive presente na sua história…o que me traz muita gratidão!!! Bjo meu e da Maria na Pérola e Cristal…Sucesso!!! Te amamos

  3. Nadine, parabéns pelas escolhas! Você é iluminada e extremamente determinada. Foi um enorme prazer ter você por perto – espero que a viagem tenha lhe ajudado em tua mudança interior.
    Deus te abençoe e muito sucesso sempre.
    Com carinho,
    Jana 🙂

  4. Sensibilizada com a sua linda história. Te admiro pela sua coragem e determinação…e tantas outras qualidades que te fazem ser esta pessoa especial.Que você continue encontrando sempre a sabedoria em seu coração e mente para guiá-la em todos os caminhos que trilhar…Gratidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.